quarta-feira, 27 de maio de 2020

Investigados por fake news e ataques ao STF reagem à corte e miram Alexandre de Moraes

Ministro Alexandre de Moraes Foto: César Itiberê/PR

Investigados por espalhar notícias falsas, atacar e ameaçar ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), os alvos da operação desta quarta (27) voltaram à carga contra a corte e o relator do inquérito das fake news, Alexandre de Moraes.

Após a Polícia Federal chegar aos seus endereços, os militantes criticaram duramente e até xingaram o ministro nas redes sociais. No Twitter, a ativista Sara Winter atacou Moraes.

"A Polícia Federal acaba de sair da minha casa. Bateram aqui às 6h da manhã, a mando do Alexandre de Moraes. Levaram meu celular e notebook. Estou praticamente incomunicável! Moraes, seu covarde, você não vai me calar!", escreveu.

"Meus advogados já chegaram, vamos pra cima! O Brasil não será uma ditadura. Hoje, Alexandre de Moraes comprovou que está a serviço de uma ditadura do Judiciário", prosseguiu.

O humorista Rey Bianchi gravou um vídeo, no qual também reclamou do ministro. Em referência a ele, declarou: "A vida de quem que será que tem de ser investigada? Eu não fui advogado do PCC".

Ele mostrou a mulher chorando, em meio à ação de busca em sua casa, ameaçou processar o STF e questionou o porquê da investida contra um humorista.

"Isso é ridículo, não tenho medo de nada, não! Sou cidadão, pago meus impostos. Se me prender, vai ser a minha honra. Não devo nada a ninguém."

Outro alvo, Enzo Leonardo Momento, que se intitula youtuber, analista político e "jornalista amador", publicou o mandado de busca e apreensão no Twitter e xingou Moraes.

"Hey, Alexandre de Moraes, você não passa de um mafioso filho de uma p. Fake News foi sua mãe uma vez dizer que você era bonito, seu arrombado desrespeitoso de uma merda. Que fique para a história: esse homem aqui não se ajoelhou para um ministro corrupto!", afirmou.

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, negou que tenha produzido notícias falsas sobre os ministros do STF.

Hang se manifestou por meio de uma live no Facebook. Durante sua transmissão, defendeu-se que suas postagens não são "fake news" e que se tratam de sua visão pessoal.

"Temos que poder usar nossa voz, a liberdade de expressão e de pensamento. As pessoas, do outro lado, podem escolher entre uma versão e outra dos fatos. Temos os fatos e várias versões. Sempre tento levar aos brasileiros o meu pensamento, a minha versão dos fatos."

O empresário disse ainda que seu celular e computador irão provar que "jamais produziu notícias falsas".

A reportagem não conseguiu localizar outros ativistas alvo das medidas desta quarta ou ter acesso às manifestações feitas por eles em redes sociais.

Fonte: Folhapress

Suplente de vereador Jajau diz que a Equatorial Piauí usou o alicate para suspender a energia elétrica do Mercado Público e do Estádio “O Henricão”, em Alto Longá



Nas últimas 48 horas, parece que a bruxa está solta para o lado do prefeito de Alto Longá (PI), Henrique César, o HC, do PSD. A Equatorial Piauí resolveu executar uma “operação de guerra” utilizando o alicate na suspensão do fornecimento de energia elétrica em alguns logradouros públicos mantidos pelo poder público municipal. Primeiro ficou às escuras o Mercado Público Municipal Francisco Marinheiro, no centro da cidade. Logo depois foi a vez do Estádio de Futebol “O Henricão”, que não funciona há anos desde a gestão passada sem incentivo ao esporte amador, já que a Secretaria Municipal de Esportes só existe no papel a pretexto de "cabide de emprego".


Pelo menos é o que afirma o suplente de vereador pela oposição Jajau, ressaltando que a suspensão se deve muito provavelmente à falta de pagamentos das faturas emitidas pela Equatorial Piauí. Jajau disse ao blog que tem muitas denúncias contra os desmandos administrativos dessa atual gestão, uma vez que a Câmara Municipal é omissa e não faz sua parte na questão de fiscalizar os supostos atos de corrupção do Poder Executivo. 

Suplente de vereador Jajau, pré-candidato na próxima eleição

No início da noite de terça-feira (26) surgiram boatos sem confirmação oficial de que a Equatorial Piauí também não tinha poupado de suspender o fornecimento de energia elétrica da sede da Prefeitura de Alto Longá. Porém, a reportagem do blogademarsousa.com.br tentou sem sucesso obter essa informação até às 12h desta quarta-feira (27).  

Até agora não se sabe se o prefeito Henrique César já pagou as faturas para o restabelecimento da energia elétrica nesses espaços públicos.

terça-feira, 26 de maio de 2020

Equatorial Piauí suspende fornecimento de energia elétrica do Mercado Público de Alto Longá e causa transtorno aos permissionários; uma vergonha

População de Alto Longá reage a falta de responsabilidade do prefeito Henrique César com o patrimônio público em situação de abandono: “Alto Longá pede socorro!”, diz empresário no Facebook  

Imagens: Antônio Barros e Goegle

“É inacreditável e inaceitável a situação de abandono em que se encontra o Mercado Público Municipal Francisco Marinheiro, no centro de Alto Longá (PI), sem oferecer condições de estrutura básica para funcionamento junto aos seus permissionários que trabalham no local comercializando carnes, frangos, verduras e frutas, dentre outros produtos. Como se não bastasse tudo isso a Equatorial Piauí suspendeu o fornecimento de energia elétrica hoje (26), causando ainda mais desconforto, além de transtorno a quem precisa trabalhar naquele lugar público”. 

A observação nesse sentido foi feita ao blogdoademarsousa.com.br no início da tarde desta terça-feira (26), por um permissionário e morador da cidade de Alto Longá, que manifestou indignação e preocupação diante dessa triste realidade insalubre e o pior sem energia elétrica, colocando em risco à saúde dos permissionários e dos visitantes clientes que não dispõem de outra alternativa em se tratando de mercado. Ele culpou o prefeito Henrique César, o HC, pela falta de compromisso sério com sua gestão. “É mais do que isso uma falta de consideração com os permissionários e frequentadores do histórico mercado público de nossa cidade. A população de Alto Longá precisa se encorajar mais e reagir urgentemente, até porque, esse atual gestor está brincando com a cara do nosso povo. Vamos acionar o Ministério Público do Estado – MPE”, conclama indignado o reclamante em contato com o blog.


No mesmo tom, o empresário Emerson Silva usou seu perfil no Facebook e também denunciou o descaso: “Alto Longá pede socorro! Já não basta o descaso do Mercado Público de Alto Longá, com a estrutura toda em risco, ambiente insalubre e no dia de hoje teve a energia cortada. Só não entendo o silêncio do Ministério Público”, observa ele.

Sugestões de pautas:


Telefones: (86) 98128-9625 (Vivo) ou (86) 98815-6479(Oi) (WhatsApp)

Instagram: @jornalistaademarsousa


Comissão Especial da Câmara cobra informações sobre distribuição de cestas básicas e a aquisição de testes rápidos de Covid-19 pela prefeitura de Timon



A Comissão Especial de fiscalização das ações de combate ao SARS-CoV-2 em Timon, composta pelos vereadores Anderson Pêgo (presidente), Ramon Júnior (vice-presidente), Juarez Morais (relator), Jair Mayner (membro) e José Carlos Assunção (membro), voltou a se reunir nesta terça-feira, 26, e deliberou pela cobrança de informações do secretário municipal de Governo e presidente do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, João Batista Lima, quanto à distribuição de cestas básicas e a aquisição de testes rápidos para Covid-19.

O vereador Juarez Morais afirmou que as informações cobradas junto à prefeitura servem para dar maior clareza das ações municipais para toda a população. "A Comissão vem trabalhando para fiscalizar e acompanhar as ações do município no enfentamento à Covid-19. Nesse ofício, elaborado hoje, cobramos informações mais detalhadas sobre a distribuição de cestas básicas, como a quantidade, a composição de cada cesta e a relação de beneficiados. Além disso, cobramos ainda informações sobre o contrato firmado pela prefeitura, por dispensa de licitação, com a empresa Dimensão distribuidora de medicamentos".

O parlamentar explica ainda que a Comissão está cobrando da prefeitura informações como a quantidade de kits de testes rápidos adquiridos e o valor unitário de cada kit. "Estamos cobrando a cópia do contrato firmado entre a prefeitura de Timon e a empresa Dimensão distribuidora de medicamentos, referente ao contrato de R$ 1,6 milhões para a aquisição de testes rápidos para a detecção do Covid-19".

A Comissão Especial da Câmara Municipal de Timon responsável por auxiliar, acompanhar e fiscalizar os recursos dos governos federal, estadual e municipal destinados ao combate do SARS-CoV-2, tem como missão acompanhar e fiscalizar a aplicação de recursos que o município de Timon já recebeu e que ainda vai receber para o combate à pandemia do novo coronavírus. 




segunda-feira, 25 de maio de 2020

Projeto “Troca Solidária” desenvolvido por Jovens Desbravadores Adventistas faz arrecadação para doação à população mais carente



Com o intuito de ajudar famílias carentes e de trabalhadores informais durante a pandemia de coronavírus, uma iniciativa do projeto “Troca Solidária” realizada por um grupo de voluntários, fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no município de Timon, no Maranhão, estiveram arrecadando alimentos para famílias carentes da região durante este fim de semana. Em troca, eles oferecem máscaras de tecidos e livros aos doadores.

A coordenadora do voluntariado, Rejane Barroso, conta que a ideia é ajudar famílias carentes mais necessitadas, além de contribuir com a prevenção da Covid-19, trocando os produtos por máscaras.

“Ao desenvolver um projeto social, descobrimos que não podemos simplesmente cruzar os braços e cobrar do governo tudo o que deve ser feito pelas comunidades carentes e minorias. É claro que reivindicar a parte do setor público é importante, mas porque não começarmos a mudança social que desejamos por nós mesmos? Como podemos observar, durante esses dois últimos meses muitos grupos de voluntários têm abraçado a causa da fome, que é nobre, então pensando nisso, vamos obedecer ao “Ide” e pregar o evangelho através de atitudes”, concluiu a organizadora.

A campanha de troca aconteceu neste fim de semana, em um estacionamento de um supermercado da cidade. Os funcionários e clientes puderam ajudar com a troca de um quilo de alimento não perecível e ter a oportunidade de ajudar o próximo.


A dona Fátima parabenizou a ação desenvolvida pelos voluntários. “Neste supermercado, existe um trabalho muito bonito, você entra, faz suas compras e troca um quilo de alimento por uma máscara, para ajudar as pessoas necessitando neste período de pandemia”, ressaltou.

A ação já arrecadou quase 350 quilos de alimentos, que serão doados a famílias carentes da cidade. Entre os produtos arrecadados nos últimos dias estão arroz, feijão, açúcar, farinha e leite.

Além dos alimentos, produtos de limpeza e higiene são aceitos. Cada mantimento pode ser trocado por uma máscara e os itens são organizados até formar uma cesta básica.

“O encerramento do projeto se dará com a montagem e entrega das cestas básicas, cada igreja ficará responsável por elencar as famílias que estão necessitando e os mesmos serão agraciados com os alimentos”, finalizou Rejane Barroso.


Como ajudar

As pessoas podem fazer as doações no próximo fim de semana, entre os dias 29, 30 e 31 de maio. E quem quiser doar os alimentos ou produtos de higiene e limpeza, o endereço é na Rua 07, número 530, no Bairro São Francisco em Timon. O telefone é (099) 9 8131-6562 ou (086) 9 8808-3392. As informações são da TV Verdes Campos Sat.

(Com informações do Verdes Campos Sat)

Bradesco fecha quatro agências em Teresina para sanitização

Bradesco em Teresina Foto: Divulgação/Internet

O Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF/PI) comunica que as quatro agências do Bradesco em Teresina estão fechadas para sanitização após caso confirmado de Coronavírus. A ocorrência é de um servidor terceirizado pelo banco, responsável por fazer a manutenção dos caixas eletrônicos e outros serviços de Tecnologia da Informação (TI) no Bradesco localizado no Centro de Teresina.

Mesmo com a confirmação de um caso em uma agência, o Bradesco decidiu fazer a higienização de todas as agências da capital piauiense, mas não informou ainda por quanto tempo as agências permanecerão fechadas. 

O diretor do Sindicato e representante do Bradesco, João Neto, informou que alguns funcionários do banco fizeram de forma particular o teste para o vírus, mas os resultados ainda não foram informados. “O Bradesco iniciou um processo de testagem começando por São Paulo, mas não informou datas para o testagem no Piauí”, pontua o diretor.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF/PI), Odaly Medeiros ainda destaca que está acompanhando as ocorrências de COVID-19 em agências bancárias para garantir a segurança dos clientes e dos funcionários.  “A recomendação é que os funcionários conversem com o seu gestor em casos de suspeita ou algum sintoma, para evitar uma disseminação coletiva e que em caso positivo devem fazer a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) para se resguardar de futuras implicações”, finaliza Odaly Medeiros.


MATÕES: MPMA requer alimentação do Portal da Transparência com dados da Covid-19


Sede do Ministério Público em Matões (MA)

O Ministério Público do Maranhão, em 20 de maio, ajuizou Ação Civil Pública requerendo que a Justiça conceda tutela provisória de urgência, determinando ao Município de Matões que, no prazo de 120 horas, insira o Portal da Transparência dados referentes à Covid-19.

Devem ser apresentadas informações precisas sobre valores orçamentários, execução de despesas, notas de empenho, ordens de pagamento, descrição do bem/serviço, quantitativo adquirido, valor global dos contratos e valor unitário de cada bem/serviço, data da compra, nome e dados do fornecedor (incluindo o CNPJ).

Em caso de descumprimento, foi sugerido o pagamento de multa diária, com o valor a ser arbitrado pela Justiça, além do bloqueio das contas bancárias do Município. A quantia captada deverá ser destinada ao Fundo Estadual de Saúde do Estado do Maranhão.

A Promotoria de Justiça da Comarca de Matões se baseou no princípio constitucional da publicidade pela administração pública e na Lei 13.979/2020, que prevê a devida alimentação diária da aba específica tratando do Covid-19. Assinou a manifestação ministerial o promotor de justiça Renato Ighor Viturino Aragão.

Fonte: CCOM-MPMA

Confira o Boletim Epidemiológico da COVID-19 de Timon deste domingo (24)



A Secretaria Municipal de Saúde atualizou os dados referentes aos casos da COVID-19, em Timon, na noite desse domingo (24). De acordo com o levantamento são: 992 casos notificados, 425 casos suspeitos, 358 casos descartados, 209 confirmados, 48 recuperados e 10 óbitos. Sobre o registro do mais recente óbito, trata - se de um paciente de 96 anos, hipertenso e que veio a óbito em casa, morador do Bairro Parque São Francisco.   

Na gestão de atendimento dos casos confirmados:

(142) em isolamento domiciliar
(48) recuperados
(10) óbitos
(03) internações em enfermaria
(06) internações em UTI.

Avaliando pela faixa etária dos pacientes confirmados para COVID:

De 0 a 9 anos: 5
10 a 19 anos: 10
20 a 29 anos: 35
30 a 39 anos: 65
40 a 49 anos: 43
50 a 59 anos: 19
60 a 70 anos: 15
+ de 70 anos: 16
Não informado: 1

Total: 209 casos confirmados

Em relação ao sexo dos pacientes infectados com o novo coronavírus: 91 pacientes são homens, o que equivale a 43,54% dos casos. 118 são mulheres, o equivalente a 56,46% do total de casos da doença. No dia 04 de abril, Timon confirmou os 02 primeiros casos da doença no município. Hoje, esse número subiu para 209 casos confirmados. O crescimento mostra que a curva da doença vem subindo. Entre os casos registrados envolvendo profissionais de saúde: 38 foram confirmados e 12 recuperados. O boletim aponta que em Timon, as pessoas infectadas com o novo coronavírus estão presentes em 44 bairros da cidade. 

Com maior número de casos:

Parque Alvorada - 18
Parque Piauí I - 18
Parque Piauí II - 16

Já os casos suspeitos da COVID-19 foram mapeados em 72 bairros. Com maior número estão:

Parque Piauí I - 47
Parque Alvorada- 26

As medidas de enfrentamento à pandemia da COVID-19 estão sendo intensificadas em Timon. O objetivo é minimizar a disseminação do novo coronavírus.

(Fonte: Ascom/PMT)