quinta-feira, 21 de maio de 2020

População de Alto Longá manifesta “tolerância zero” contra a gestão de Henrique César nas redes sociais

Flávio do Teté e Henrique César: dupla "o sujo e o mal lavado"

Chegou ao limite máximo. Agora, "a tolerância é zero". Nesse sentido, a população de Alto Longá não suporta mais sucessivos desgovernos acusados de corrupção ao longo desses últimos 12 anos, sem gestores sérios e sem compromissos com a administração pública que deixa de ser voltada para os interesses de quem realmente precisa das ações do governo municipal. Como se sabe, não existe desenvolvimento em nenhum setor dessa atual gestão. Parece mentira, mas é verdade, não há avanços na melhoria da área de saúde e não existe educação de qualidade. Desgoverno total. 

Enquanto isso, os trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar estão abandonados sem projetos e sem incentivo por parte da Prefeitura Municipal de Alto Longá.

Tanto o ex-prefeito Flávio Campos Soares, o Flávio do Teté, assim como o atual prefeito Henrique César, o HC, representam o atraso para Alto Longá. Eles governam pensando em poucos apadrinhados de famílias tradicionais e em seus interesses próprios, enquanto que a maioria da população sofre sem acesso as políticas públicas dignas por absoluta falta de respeito aos mais pobres.

Fatos interessantes e determinantes para o fim dos maus políticos e gestores irresponsáveis foram o surgimento e a força das redes sociais, aliadas à liberdade de expressão e a perda do medo das pessoas comuns de fazerem denúncias contundentes contra gestores corruptos. Em Alto Longá, por exemplo, o povo perdeu o medo e faz duras críticas ao governo de Henrique César. Além disso, a imprensa contribui muito na divulgação de matérias desfavoráveis a quem não zela pelo interesse público.

Circula a boca miúda nos bastidores que de tanto desgaste perante a sociedade de Alto Longá, o prefeito HC avalia desistir do processo de disputar à reeleição.

O blogdoademarsousa.com.br vai fazer uma série de matérias jornalísticas mostrando atos desastrosos e as supostas denúncias de corrupção nos governos de Flávio do Teté e Henrique César. Aguardem! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário