quarta-feira, 6 de maio de 2020

Teresina registra pior índice de isolamento social desde o início da quarentena



Teresina registrou, na terça-feira (05), um índice de isolamento social de 38,9%, o mais baixo desde que a Prefeitura passou a adotar as medidas restritivas de combate a aglomerações para evitar o contágio pelo novo coronavírus. A capital piauiense está tendo a pior semana desde o início do isolamento social. Nos últimos sete dias, todos os índices registrados ficaram abaixo de 58%. Antes da terça-feira, os dias 30 de abril e 4 de maio haviam sido os piores, com taxas de 42,4% e 41,2%, respectivamente.

Os dados mostram também que, comparando a semana atual com a anterior, a diferença é significativa: nesta segunda-feira o percentual foi de 41,2%, marcando nove pontos a menos que na segunda anterior, que registrou 50,6%; e esta terça-feira, com 38,9%, ficou doze pontos atrás da terça passada, que contou com índice de 51,5%.

Ainda na terça-feira (05), o prefeito Firmino Filho apresentou os resultados da terceira etapa da pesquisa de investigação sorológica realizada pela Prefeitura de Teresina em parceria com o Instituto Opinar. A sondagem mostrou que a média de crescimento do número de infectados pelo coronavírus na capital é de 60% a cada semana e que a cidade já apresenta mais de 12 mil pessoas com a Covid-19.

“Se continuarmos a crescer nessa progressão, vamos chegar no final da semana próximo de 20 mil pessoas infectadas, e podemos estimar quantas teremos até o final do mês”, disse o prefeito.

De acordo com autoridades da saúde, o isolamento social é a principal ferramenta de combate ao vírus e o percentual mínimo recomendado para diminuir o contágio é 73%, um número ainda muito distante dos percentuais observados em Teresina.

“Recebi os dados sobre a taxa de isolamento desta terça e vi que foi a pior da quarentena, com 38,9%. Espero que as pessoas que estejam desrespeitando as recomendações saibam da responsabilidade que elas têm com as consequências dessa queda. Muitos estão preocupados em querer salvar empresas, mas se buscarem só isso vão terminar matando pessoas. É necessário que se tenha a consciência com relação a esse fato”, comentou Firmino Filho.

De acordo com projeções feitas previamente pelo professor doutor em Matemática Jefferson Leite, o pico da Covid-19 em Teresina acontece no mês de maio, fazendo desse um momento crucial na guerra contra o coronavírus.

“A Prefeitura vai continuar a endurecer as medidas para o isolamento. Temos que reafirmar nosso compromisso com a vida. Peço a todos que façam uma reflexão e que tenhamos consciência do desafio que estamos enfrentando. Compromisso com a vida significa compromisso com o isolamento no presente”, finalizou o prefeito.

Os índices de isolamento são observados diariamente através de um sistema de georreferenciamento da startup InLoco, que atua em parceria com a Prefeitura de Teresina, monitorando a localização de smartphones na cidade. Fonte: PMT 

Nenhum comentário:

Postar um comentário