quarta-feira, 10 de junho de 2020

Wellington Dias: Brasil passa por 'operação de guerra' sem comando nacional

Do UOL, em São Paulo


"Não faltou leito no Piauí, mas foi um esforço mais dos estados e municípios", afirmou o governador do Piauí

Imagem: Marcelo Fonseca/Estadão Conteúdo

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), criticou na terça-feira (09), em entrevista à "CNN Brasil", a ausência de um "plano nacional" para lidar com a crise do novo coronavírus.

 "É lamentável que já [estejamos] há cerca de 90 dias de pandemia e cada estado tenha que trabalhar as suas metas sem ter uma linha nacional para testes, exames, EPIs, ocupação de leitos, compra de insumos. É uma operação de guerra em que estamos, a rigor, sem um comando nacional", comentou.

Ele descreveu como "desastrosa" a alteração feita pelo Ministério da Saúde na divulgação dos números de mortos e contaminados pela covid-19. A partir do último final de semana, o governo federal passou a divulgar apenas as ocorrências das últimas 24h — e não mais os números totais da pandemia.

 Wellington Dias também afirmou que o Ministério da Saúde havia prometido enviar 130 respiradores para o Piauí, mas até agora o estado só recebeu 20: "Não faltou leito no Piauí, mas foi um esforço mais dos estados e municípios”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário