sexta-feira, 3 de julho de 2020

Tenente da PM-PI morre aos 70 anos com coronavírus; 10º policial militar vítima


Tenente da Polícia Militar do Piauí, Joaquim Ferreira Neto, de 70 anos, estava há quase 20 anos na reserva. Ele estava internado e não resistiu a uma parada cardíaca.

Por Andrê Nascimento, G1 PI — Teresina


Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí — Foto: Andrê Nascimento/ G1 PI

O tenente da Polícia Militar do Piauí Joaquim Ferreira Neto, de 70 anos, faleceu vítima de Covid-19. O falecimento aconteceu na última terça-feira (30), mas foi divulgado pela família apenas nesta quinta-feira (2).

O tenente Joaquim estava há quase 20 anos na reserva. Por isso, o policial não foi atendido no Hospital da Polícia Militar, e enfrentou a doença em um hospital particular de Teresina. Ele estava internado e não resistiu a uma parada cardíaca.

Com a morte do tenente, somam dez os policiais militares do Piauí que morreram vítima da doença causada pelo coronavírus: seis deles da reserva e quatro na ativa. Ele foi o quarto PM a falecer em menos de uma semana.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.


É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar). Um guia ilustrado preparado pelo G1 ajuda a tirar dúvidas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário