quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Deputado João de Deus propõe a criação de comitê para definir protocolo seguro para volta às aulas

Deputado João de Deus (PT) em discurso no plenário da Alepi 

Depois de ouvir os representantes das secretarias estadual e municipal de Educação, professores e funcionários da rede pública e privada de ensino, o deputado João de Deus (PT), proponente da audiência pública que que discutiu a retomada das atividades escolares em todo o Piauí, sugeriu a criação de um comitê que reuna todos envolvidos na discussão para elaboração de um protocolo para retomada segura das aulas presenciais. A audiência aconteceu virtualmente na manhã desta quinta-feira (13) na Comissão de Educação, Cultura e Saúde da Assembleia Legislativa do Estado e foi presidida pelo deputado Nerinho (PTB).

“A nossa audiência foi unânime quanto a não retorno das aulas presenciais no Estado enquanto não houver segurança. Infelizmente não tivemos a presença dos representantes da rede privada de ensino. Nós, deputados estaduais vamos discutir com o Governo a criação de um Comitê amplo, com todos os seguimentos públicos e privados para que possamos tomar a decisão de retorno na hora certa. Precisamos ter as garantias para que todos possam voltar com tranquilidade e sem risco de comprometer suas vidas. Talvez tenhamos que esperar uma vacina, mas tudo será discutido”, defendeu João de Deus.

O deputado Nerinho parabenizou a todos e disse nunca ter participado de uma audiência tão unânime. “Já presidi mais de 40 audiências públicas e nunca nenhuma foi tão unânime. Precisamos de segurança para nossos filhos e nossas famílias no retorno das aulas”, disse.

O professor da rede pública Fábio Oliveira lembrou que boa parte das famílias piauienses vivem ou tem um vínculo muito próximo com os avós, que ajudam a cuidar, gerando um risco maior para essa parcela da população, e lamentou que a rede privada de ensino tenha insistido no retorno das aulas.

Já Deusanira Dantas, representante da Associação Piauiense de Municípios (APPM) garantiu que a instituição irá orientar as prefeituras municipais a seguirem todas as recomendações do Governo do Estado e dos órgãos de saúde para que o retorno das aulas só aconteça com segurança.

Por Laryssa Saldanha – Alepi   

Nenhum comentário:

Postar um comentário