quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Sem pagamentos: Equatorial Piauí suspende fornecimento de energia elétrica em quase todos os órgãos da Prefeitura de Alto Longá

 

Imagem: Divulgação/Internet

Uma situação de transtorno. O povo sem serviços de qualidade na área de saúde. O blogdoademarsousa.com.br recebeu informação agora há pouco ainda sem  confirmação oficial de que a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Municipal José Vieira Gomes estão sem energia elétrica, ou seja, sem fornecimento suspenso pela Equatorial. Com a palavra a direção daquela unidade de saúde?

Transtorno! Ismo mesmo! Desde a terça-feira (27), a população de Alto Longá (PI) está sofrendo com um verdadeiro caos sem energia elétrica e sem água em órgãos públicos, atingindo também domicílios residenciais, visto que as bombas dos poços deixaram de funcionar comprometendo o abastecimento de água e, com isso, dificultando a vida das pessoas nos bairros. A medida de suspensão do fornecimento de energia elétrica pela empresa Equatorial Piauí ocorreu por suposta falta de pagamento das faturas pelo prefeito Henrique César, o HC (PSD), que vem demonstrando ao longo dos últimos quatro anos falta de compromisso sério com a administração pública municipal.

De acordo com informações repassadas ao blogdoademarsousa.com.br, na noite desta quarta-feira (28), pelo candidato a vereador Antônio Barros (PT),  os bairros Brejinho,  Baixa das Carnaúbas,  Boa Vista,  Recreio,  Flor do Dia e Jardim, estão sem água devido o corte de energia  elétrica impossibilitando o funcionamento das bombas nos poços e seus respectivos chafarizes. “O descaso da gestão Henrique César deixou sem energia elétrica até o prédio da Prefeitura de Alto Longá, além de outros importantes órgãos públicos, como, por exemplo, Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Municipal José Vieira Gomes (sem confirmação), Matadouro Público Municipal, Mercado Público Municipal, Shopping Municipal do Povo e PETI. O corte no fornecimento de energia elétrica atingiu também a zona rural do município. Isso é um claro desrespeito. Esse sujeito precisa ser varrido da vida pública nas urnas”, disse Antônio Barros, indignado diante dessa situação de caos em Alto Longá, por absoluta irresponsabilidade do atual gestor Henrique César.

Antônio Barros disse que está solidário com o povo de Alto Longá sem poder contar com os serviços públicos de qualidade nas mais diversas áreas prioritárias, incluindo saúde pública. Segundo ele, nesta quarta-feira, os açougueiros tiveram que abater os animais à base de luz de vela e só conseguiram chegar ao Mercado Publico por volta das 11 horas da manhã para a comercialização da carne. “Isso é uma vergonha que o povo de Alto Longá está sendo obrigado a tolerar, mas até quando minha gente”, indagou Antônio Barros.

O blogdoademarsousa.com.br tentou ouvir sem sucesso a direção do Hospital José Vieira Gomes pelo telefone: (86)98172-4874 (WhatsApp).


Nenhum comentário:

Postar um comentário