sábado, 2 de janeiro de 2021

Uilma Resende é o novo presidente da Câmara Municipal de Timon com resultado apertado de 11 a 10

 


Diante de um suposto racha na base aliada do grupo político liderado pelo ex-prefeito Luciano Leitoa (PSB), o vereador Uilma Resende (PDT), ganhou a eleição realizada na sexta-feira (1º de janeiro de 2021) para a presidência da Câmara Municipal de Timon com resultado considerado apertado de 11 a 10. Se bem que o ex-prefeito Luciano Leitoa e a atual prefeita Dinair Veloso (PSB) tentaram evitar sem sucesso a disputa entre o vencedor vereador Uilma Resende e o segundo colocado vereador Celso Tacoani (PCdoB). Por sua vez, Resende foi rápido como um “gato” e conseguiu aglutinar forças garantindo o apoio integral dos vereadores da oposição e mais dois colegas da ala governista municipal, sendo eles, Dr. Torquato e Neto Peças. A partir daí, ele reverteu à situação em seu favor.

Vereador Uilma Resende (PDT) 

Para os observadores atentos em política, a vitória de Uilma Resende impôs uma derrota ao grupo Leitoa, atingindo também diretamente a nova prefeita Dinair Veloso. Como se observa, as duas últimas eleições da Mesa Diretora da Câmara de Timon apresentaram resultados desfavoráveis aos candidatos que foram escolhidos e receberam apoio publicamente do Poder Executivo. Quer dizer, em dois anos, em dois momentos, o ex-prefeito Luciano Leitoa sofreu duas derrotas no Poder Legislativo Municipal. Agora, ficou claro o estremecimento mais ainda das relações entre os primos Luciano Leitoa (ex-prefeito) e o seu primo deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), que é correligionário, compadre e amigo pessoal de Uilma Resende. Nenhum dos dois esconde a forte proximidade.

A chapa vitoriosa na eleição da Mesa Diretora da Câmara de Timon, denominada “Dignidade e Respeito”, ficou assim constituída com os seguintes vereadores: Uilma Resende (presidente); Dr. Torquato (vice-presidente); Irmão Francisco (segundo vice-presidente); Neto Peças (primeiro-secretário) e a Professora Vanda (segunda secretária).

Seguiram ainda a iniciativa de Uilma Resende, os vereadores: Helber Guimarães, Aline Macedo, Jorge Passos, Juarez Morais, Kaká do Frigosá e Ulysses Waquim.

Há quem diga essa disputa entre partidários aliados do clã Leitoa poderá ter reflexos no processo político já a partir de 2022. Quem viver, verá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário