quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Câmara de Timon aprova Projeto de Lei que reconhece atividade religiosa como essencial em tempos de crises causadas por pandemia



O plenário da Câmara Municipal de Timon nesta quarta-feira (23) aprovou por unanimidade o Projeto de Lei 003/2021, que reconhece as atividades religiosas como essenciais para a população em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas, epidemias, pandemias ou catástrofes naturais.

De autoria do vereador Irmão Francisco Silva (Republicanos), a nova lei entrará em vigor assim que sancionada pela prefeita Dinair Veloso (PSB).

Segundo Irmão Francisco, a lei torna essenciais os atos religiosos no município de Timon, notadamente em períodos de pandemias ou catástrofes naturais. No entanto, devem ser observadas as recomendações sanitárias expedidas pelo Ministério da Saúde.

 “Quero ressaltar a importância da aprovação dessa lei que garante o direito das igrejas continuarem abertas e à disposição das pessoas que buscam o suporte espiritual nesse momento de pandemia do coronavírus. Como se sabe, vivemos uma situação jamais vista de apreensão causando depressão e angústia. Daí, a necessidade do apoio junto aos templos religiosos”, enfatiza o vereador Irmão Francisco.  

Para ele, foi uma vitória do povo de Deus. Viva a ciência e o bom senso dos colegas vereadores timonenses que entenderam a importância dessa nova lei.  “Agradeço o voto de cada um deles em nome de uma boa causa justa. Fui eleito para trabalhar pela população de maneira geral e, em especial pelos evangélicos que confiaram em mim dando a oportunidade de ser legislador”, finaliza Irmão Francisco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário