segunda-feira, 19 de julho de 2021

Vereador Irmão Francisco reconhece erro na expressão e pede desculpas às mulheres timonenses

“Sou ser humano, e também estou sujeito a errar e consertar meus erros, mesmo sem querer às vezes falamos palavras e expressões que estão no nosso vocabulário cotidiano e que às vezes nos fazem reproduzir discursos preconceituosos”, explica Irmão Francisco

Vereador Irmão Francisco  Foto: Reprodução

Em discurso visivelmente ‘magoado’ na tribuna da Câmara Municipal de Timon durante a sessão ordinária desta segunda-feira (19/07), o vereador Irmão Francisco (Republicanos) condenou o comportamento de alguns colegas de parlamento sem citar nomes que costumam ficar nas esquinas tecendo comentários maldosos de que ele “se vendeu” ao deixar o grupo de oposição passando a integrar à base aliada do Governo Dinair Veloso (PSB). Sem imaginar a dimensão da repercussão negativa, num claro descuido no uso da palavra e sem maldade, Irmão Francisco comparou os vereadores fuxiqueiros - tascando a expressão: “Isso é coisa de mulher e nem todas elas são assim. Por exemplo, temos aqui na Câmara três mulheres de condutas ilibadas, entre elas, Professora Vanda, Da Luz e Dra. Alynne Macêdo. Quando elas decidem falar sobre qualquer assunto vem a público na tribuna e externam suas críticas ou elogios”, disse o parlamentar em tempo hábil justificando a tal comparação que explodiu nas redes sociais. A colocação ganhou diferentes interpretações. Mas o evangélico Irmão Francisco divulgou nota na qual pedindo desculpas às mulheres justificando que foi infeliz na expressão.

“Sou cidadão e tenho conduta ilibada. Jamais vou ficar nas esquinas falando dos colegas parlamentares. Todos aqui tem serviços prestados. Continuo do mesmo jeito que era antes de ser vereador, não troquei de carro. Não vou aceitar esses comentários que visam atingir a minha imagem como homem público”, protesta ele.

O vereador Irmão Francisco iniciou sua fala agradecendo a prefeita Dinair Veloso e ao secretário Municipal de Obras e Infraestrutura, Lourival Júnior, pelas obras e outros benefícios levados para o bairro Centro Operário, em atendimento às suas reivindicações. Ele não esconde de ninguém que é morador da região e, por isso, luta incansavelmente por investimentos e mais melhorias para aquela comunidade.

No meio da tarde de hoje (19), o vereador Irmão Francisco esclareceu alguns pontos considerados polêmicos em nota:

NOTA

Devido ao ocorrido na sessão de hoje, não querendo fugir de qualquer responsabilidade cometida por mim, quero me desculpar diante de todas as mulheres e a sociedade Timonense, por ter me excedido no momento em que fiz o uso da tribuna, assisti ao vídeo e percebi que fui infeliz em minha colocação, e me dei conta que tinha outro modo para que eu pudesse expressar meu pensamento.

Sou ser humano, e também estou sujeito a errar e consertar meus erros, mesmo sem querer às vezes falamos palavras e expressões que estão no nosso vocabulário cotidiano e que às vezes nos fazem reproduzir discursos preconceituosos.

Assim sendo, declaro que a minha intenção objetivou unicamente a reflexão sobre a atual situação, a qual algumas pessoas vivem falando que "me vendi" e tentando difamar a minha imagem.

Em toda a minha história política sempre lutei contra qualquer tipo de preconceito, tendo eu mesmo muitas vezes sofrido com atitudes preconceituosas e racistas, motivo pelo qual tenho o maior respeito pelas mulheres, e por todos, que sem sombra de dúvidas são as que mais lutaram ao longo da história para conseguir ter seus direitos garantidos. Sem mais, venho lamentar a forma em que me expressei.

Vereador Irmão Francisco – Republicanos


Nenhum comentário:

Postar um comentário