sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Alepi: Presidente do STJ é o mais novo cidadão piauiense

O deputado Henrique Pires (MDB) abriu sua fala usando a passagem bíblica do Salmo 121, sobre a proteção de Deus 

Foto: Reprodução/Alepi

Em solenidade bastante prestigiada por deputados e membros do Legislativo e do Judiciário, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Eustáquio Soares Martins, recebeu nesta sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Piauí, o título de cidadão piauiense.  Ao recepcionar o homenageado o presidente Themístocles Filho (MDB) ressaltou a mobilização e o prestígio do ministro diante de tantas presenças na casa em um dia que não é dedicado as sessões ordinárias. Humberto Eustáquio Martins nasceu em Maceió, Alagoas.  Foi escolhido desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas pelo Quinto Constitucional, nomeado em 2002.  Desde agosto de 2020, preside o Superior Tribunal de Justiça. 

Autor da proposição, o deputado Henrique Pires (MDB) abriu sua fala usando a passagem bíblica do Salmo 121, sobre a proteção de Deus. Em seguida, ressaltou o extenso currículo do ministro Humberto Martins. Pires falou sobre a importância da defesa do ministro, um estudioso, nas questões de abastecimento d'água e saneamento na região Nordeste. "Outro tema que o ministro já fala há muito tempo é sobre a crise hídrica nacional, ele já vem alertando há muito tempo", lembrou o deputado, ressaltando a identificação entre suas bandeiras e as obras do ministro sobre assuntos como seca, saneamento, crise energética, família e violência. "Vejam a preocupação desse ministro do STJ com a sociedade, a natureza e com o ser humano. O Piauí agradece seu mais novo cidadão", frisou. 

Embaixador do Piauí - "Quero saudar e agradecer o povo do Piauí agora como um irmão que sou", afirmou o ministro Humberto Martins e ao receber a honraria, o ministro colocou-se como embaixador do Piauí na capital da República e declarou seu amor, fé e amizade pelo estado. Em seu discurso, enalteceu piauienses que se destacaram, como o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o ministro do Supremo Tribunal Federal Nunes Marques, que estavam presentes no evento; assim como o escritor Assis Brasil, falecido recentemente. Humberto Martins ressaltou o talento piauiense em se destacar nacionalmente. 

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins discursou em nome do Tribunal de Justiça do Piauí e fez questão de resgatar a memória de um alagoano que marcou a história piauiense, o arcebispo Dom Avelar Brandão Vilela, líder da Igreja Católica no estado, fundador da Ação Social Arquidiocesana (ASA) e da Rádio Pioneira, onde apresentava o memorável programa "Oração por um dia feliz". O desembargador ainda enalteceu a escolha do lema feita pelo ministro Humberto Martins ao assumir a presidência do STJ: "Mãos Dadas - Magistratura e Cidadania". 

Prestigiaram a solenidade o deputado federal Marcos Aurélio Sampaio (MDB), a deputada federal Margarete Coelho (Progressistas); os deputados estaduais Zé Santana (MDB), João Mádison (MDB), Severo Eulálio (MDB), Júlio Arcoverde (Progressistas), Lucy Soares (Progressistas), Cícero Magalhães (PT), Francisco Costa (PT), Flávio Nogueira Júnior (PDT) e Teresa Britto (PV). Também marcaram presença: o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa; o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador José Ribamar Oliveira; o membro honorário vitalício da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinícius Furtado Coelho; os desembargadores federais Carlos Augusto Pires Brandão e César Jatahy; a prefeita de Esperantina, Ivanária Sampaio, o subprocurador-geral de Justiça institucional do Ministério Público do Estado do Piauí é o procurador de Justiça Hugo de Sousa Cardoso, e o promotor Sérgio Henrique Furtado Coelho e o Juiz federal Shamyl Cipriano. (Por Cristal Sá/Alepi) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário