terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Presidente do Sectipam divulga nota de repúdio contra a decisão de extinção da Vara do Trabalho de Timon

Dedé do Povo

O presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio dos Munícipios de Timon e Região Leste do Estado do Maranhão - Sectipam, Valdeilson da Costa e Silva, o Dedé do Povo, manifestou em nota o seu repúdio e, sobretudo, indignação como representante dos comerciários diante da possibilidade de encerramento das atividades da Vara de Justiça do Trabalho de Timon no Maranhão. Para Dedé do Povo, a decisão através de ofício do Tribunal Regional do Trabalho (TRT da 16ª Região) determinando o fim dos serviços jurisdicionais de Timon, Matões e Parnarama que deverão ficar condicionados na cidade de Caxias (MA), com a transferência da Vara para São Luís, representa um retrocesso imperdoável para a Região Leste atingindo diretamente diversas categorias de trabalhadores, notadamente a classe dos comerciários. 

Por conta disso, o Sectipam vem a público externar sua posição contrária ao fechamento da Vara do Trabalho de Timon. “Desta forma, somos contrários à Resolução 296, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), causando a extinção da Vara do Trabalho.  Entretanto, a alegação parece ser inconsistente ao afirmar que é uma forma de readequação da Justiça do Trabalho. Sem dúvida, é uma decisão lamentável e sem justificativas plausíveis”, disse Dedé do Povo, em tom de protesto, ao blogdoademarsousa.com.br. 

Ele defende que a decisão seja adiada e amplamente discutida com representantes da OAB tanto do Maranhão quanto do Piauí, até mesmo o Ministério Público e o Judiciário. Afinal, é um caso muito sério.  

                               NOTA DE REPÚDIO  

O Sindicato dos Empregados no Comércio dos Municípios de Timon e Região Leste do Estado do Maranhão – Sectipam, vem a público, por meio desta manifestar-se contrário à Resolução 296, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), que extingue a Vara do Trabalho do Município de Timon-MA, sob alegação de readequar a Justiça do Trabalho, quando na realidade a finalidade é para aumento de cargos comissionados nos Gabinetes dos Desembargadores. 

Assim, o Sectipam tem posição contrária a extinção da Vara, pois trará grandes prejuízos aos trabalhadores de Timon, Parnarama e Matões, que terá que se dirigir à Comarca de Caxias - MA, para requerer seus Direitos Trabalhistas, assim, causando sérios prejuízos aos jurisdicionados e um verdadeiro retrocesso, tendo em vista que a Vara do Trabalho de Timon foi uma conquista de longos anos.

                      Timon – MA, 22 de fevereiro de 2022. 

                      Valdeilson da Costa e Silva 

                      Presidente - Sectipam

Um comentário:

  1. Concordo com o amigo, isso não pode. e nem deve acontecer, vamos primeiramente pensar em nossa situação que de qualquer forma ficará complicada, lembrando também, que nem todos terão essa disponibilidade,para gastar o pouco que ganha pagando passagem para ir e para voltar de Caxias,isso não poderá acontecer, é uma pouca vergonha e falta de respeito ao trabalhador.

    ResponderExcluir