sábado, 11 de março de 2023

Governo apresenta terceira proposta de reajuste salarial ao Sinproesemma


Em busca de consenso com a categoria dos professores da Rede Estadual, o governo do Estado apresentou, nesta sexta-feira (10), mais uma contraproposta de reajuste salarial ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma). Desta vez, 11% de acréscimo aos salários e ainda sinalizou mais três medidas de valorização docente. Esta foi a 5ª rodada da mesa de diálogos, somente em 2023.

Foto: Reprodução (Lauro Vasconcelos)

A reunião ocorreu na Vice-governadoria, sob a coordenação do vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão; com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira; do subsecretário da Educação, Anderson Lindoso; equipe de auxiliares da Seduc; da ex-secretária e diretora da Escola de Governo, Leuzinete Pereira; do presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, e demais membros da diretoria da entidade sindical. 

A proposta oferecida é de reajuste salarial de 11%, pago em três parcelas com efeito retroativo a janeiro, junho e setembro. Somado a isso, o vice-governador e secretário Felipe Camarão propôs a criação de um grupo com membros do governo e sindicato para a atualização da Lei nº 9.860, que trata do Estatuto do Educador; auditoria na Folha de Pagamento da Seduc, a ser realizada por órgãos externos de controle e fiscalização, além de estudos para incorporação da GAM (Gratificação por Atividade no Magistério), que atualmente compõe a remuneração dos professores maranhenses, ao vencimento dos docentes. 

“O governo do Estado apresentou ao Sindicato a terceira proposta de reajuste, lembrando que saímos de 8,67%, depois propomos 10% e agora 11%, percentuais que estão dentro do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal e foram calculados com base em dados financeiros do Estado. O governador Carlos Brandão e eu estamos empenhados no intuito de encontrar um consenso e encerrar a greve. Reitero o meu compromisso com a valorização dos nossos educadores da Rede Estadual e respeito ao sindicato dos professores”, assegurou Felipe Camarão. 

Até segunda-feira (13), o governo entregará ao Sinproesemma a tabela com o reajuste proposto na carreira do Subgrupo do Magistério da Educação Básica. Os dirigentes do Sindicato, que já haviam rejeitado as duas propostas de reajuste salarial apresentadas, reiteraram a reivindicação pelo percentual de 14,95%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário