terça-feira, 22 de junho de 2021

Caxias: O caos instalado na limpeza pública pode interromper os serviços

Atenção, Ministério Público e vereadores! São 7 meses de atraso e, além do mais, sem previsão para regularização dos pagamentos no setor de limpeza pública

Imagem ilustrativa: Divulgação

A situação é grave. Diante disso, há forte ameaça que os serviços sejam paralisados a qualquer momento deixando a população sem atendimento nessa área.

Diferente das propagandas que chegam noutras cidades. Em Caxias, a realidade é bem diferente. As informações repassadas ao blogdoademarsousa.com.br sobre a administração do prefeito Fábio Gentil, o "Cabeludo", não anda muito bem e nos próximos dias vamos trazer muitos outros detalhes contundentes. Parece uma gestão sem rumo e sem organização em nada.

Nesse sentido, a primeira situação é que continuam as denúncias no setor de limpeza pública de Caxias, sem solução. Com isso, um verdadeiro caos se instalou afetando diretamente os donos de máquinas e caminhões que prestam serviços para a prefeitura que estão sem receber seus pagamentos.

"Afinal de contas, são 7 meses de atraso e sem previsão de receber esses pagamentos. Assim, peço até ao Ministério Público e vereadores da cidade que nos ajudem nessa situação. Estamos devendo muito e, pelo jeito, vai chegar a um ano de atraso sem previsão de pagamentos. Vamos ter que suspender os serviços porque ninguém aguenta mais o descaso!", relatou em tom de desabafo uma das fontes ao blog.

Entre tantas outras preocupações desses donos de máquinas e caminhões, é que não se tem informações até o momento de quando será realizada a licitação para o setor da limpeza pública. "Entretanto, o que nos preocupa é que existem comentários dando conta de que não existe licitação para nos pagar. Como pode uma coisa dessa?", indagou a mesma fonte muito preocupada.

Vamos continuar apurando mais denúncias consideradas graves. E os detalhes serão publicados brevemente após as checagens devidamente confirmadas dentro do bom jornalismo investigativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário