quarta-feira, 23 de junho de 2021

Teresina: Lineu Araújo tem atendimento especializado para crianças diabéticas

Para ter direito ao tratamento a criança deve ser encaminhada através de uma Unidade Básica de Saúde-UBS

Foto: Divulgação (FMS) 

No Centro Integrado Lineu Araújo as crianças e adolescentes diabéticos recebem atendimento por equipe composta de vários profissionais: endocrinologista pediátrico, oftalmologista, psicólogo, nutricionista e assistente social.

Embora exista o Centro de Atendimento ao Diabético (CAD) no Lineu Araújo, as crianças têm prioridade todas as quartas-feiras com o atendimento multiprofissional. Para ter direito ao tratamento a criança deve ser encaminhada através de uma Unidade Básica de Saúde-UBS.

Foto: Divulgação(FMS) 

A médica Anenisia Coelho de Andrade, endocrinologista pediatra e presidente da Sociedade de Pediatria do Piauí, atendeu no Lineu Araújo 127 crianças este ano até maio com diagnóstico de diabetes. A médica dá orientação aos pais ou responsáveis por crianças e adolescentes para os sintomas da doença.

“A diabetes da infância em geral é do tipo 1 e se desenvolve porque a criança não consegue produzir insulina suficiente, mesmo ela comendo muito o açúcar no sangue fica muito alto e ela pode perder peso e algumas voltam a fazer xixi na cama, a beber muita água é um alerta para os pais procurarem um médico. Nas UBS é feito o encaminhamento e no Lineu essa criança recebe o atendimento adequado”, diz.

“É uma doença autoimune e os pais precisam saber que o tratamento é com injeção de insulina de três a quatro vezes por dia. É relativamente simples, mas muda a rotina da família e gera ansiedade nas crianças. Além da insulina é muito importante o controle alimentar e a família é orientada para a alimentação ser correta e com porções adequadas para saber a quantidade de insulina a ser administrada. No tratamento também é incluída a prática de atividade física”, orienta. (Semcom/PMT)


Nenhum comentário:

Postar um comentário