Ponte Estaiada e revitalização do centro de Teresina são pautas da 37ª reunião do Conselho Municipal de Turismo

0

Na ocasião, outro tema abordado foram os valores de acesso ao mirante 

Foto: Reprodução (Ascom/Semdec)

Representantes do Conselho Municipal de Turismo de Teresina (COMTUR), estiveram reunidos nesta quinta-feira (15), no Museu Dom Avelar, localizado no bairro Cristo Rei, para discutir ações e demandas do turismo da capital, entre os assuntos, estiveram o funcionamento e manutenção da Ponte Estaiada e a revitalização do centro de Teresina. 

A 37ª Assembleia Ordinária do Colegiado foi presidida pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Marcelo Eulálio, que iniciou a reunião apresentando aos conselheiros a dinâmica de funcionamento do Mirante da Ponte Estaiada, dentre outros quesitos do local. O momento contou com a participação também da administradora do atrativo turístico, Helena e de um representante da empresa responsável pela manutenção dos elevadores. 

“Na oportunidade tivemos explicando um pouco do funcionamento da Ponte Estaiada e o porquê às vezes é necessário à suspensão do serviço para manutenção do elevador. Outro tema abordado foram os valores de acesso ao mirante. Concluímos essa temática com a informação de que o local será beneficiado brevemente com banheiros químicos com uma estrutura agradável e com serviço de limpeza 24h”, afirma o secretário. 

Outro tema abordado durante a reunião foi à revitalização do centro de Teresina, que segundo o superintendente Executivo da SAAD Centro, José Alberto Guimarães, toda a obra tem um investimento superior a R$ 55 milhões. 

“Hoje estivemos apresentando para o conselho de turismo o portfólio de obras que a SAAD Centro está realizando no centro da cidade com obras de revitalização, que incluem ruas como a Coelho Rodrigues e Simplício Mendes. Estamos dando uma nova vida para essas vias, privilegiando as pessoas e possibilitando mais acessibilidade. Nesse projeto também estão inclusas melhorias estruturais no Mercado Central, um prédio com uma importância enorme para o contexto da cidade, e também a construção do parque floresta fóssil, que vai colocar Teresina no contexto mundial do turismo arqueológico e paleontológico”, pontua o superintendente. 

A vinda de um grupo de turistas de diversos estados a Teresina, para a realização de um Famtour (turismo de familiarização), também foi comunicada durante a assembleia. Desta vez, cerca de nove integrantes, entre jornalistas e operadores de Turismo participarão da atividade. Os profissionais conhecerão os principais atrativos turísticos do município, além de participarem também da Micarina Meio Norte 2022. 

Ao final da atividade foi feita uma apresentação do Museu Dom Avelar. Inaugurado em setembro de 2019, o Museu tem um acervo de 21.400 itens, sendo 14.800 moedas, dentre elas algumas datadas de antes de Jesus Cristo. O local é cadastrado ainda, pelo Iphan como Instituição de Endosso, ou seja, é responsável por manter e receber acervos arqueológicos, se tornando, fundamental para dar suporte às pesquisas arqueológicas e acadêmicas. 

O Museu Dom Avelar Brandão Vilela, que foi idealizado pelo padre Pedro Maione, a partir de suas coleções pessoais de (moedas, selos e minérios), possui em sua estrutura uma biblioteca, setor de arqueologia, auditório, salas de reserva técnica e arquivo. 

Para ter acesso ao museu, o visitante deve pagar o valor simbólico de R$4,00 (inteira) e R$2,00 para estudantes. Os dias para visitação são de terça a sexta-feira, de 9h às 17h, e aos sábados, de 9h às 12h. (Ascom/Semdec/PMT) 

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!