Henrique Júnior vê com preocupação "ataques sem fundamentos" em redes sociais e atribui a adversários politicos

1
Henrique Júnior e Rafael Leitoa: rivalidade à flor da pele

O pré-candidato a prefeito de Timon, Henrique Júnior (PL), disse em rápida entrevista ao blogdoademarsousa.com.br, na tarde desta quarta-feira (17), que vê com preocupação 'ataques covardes' com a difusão de mensagens transmitindo conteúdos falsos sem fundamentos verídicos que incidem até em calúnia, difamação ou injúria nas redes sociais, bem como em grupos de WhatsApp administrados no município. Muitas vezes, os ataques são perpetrados por "gangues virtuais" de membros aliados do deputado estadual Rafael Leitoa (PSB), pré-candidato a prefeito se dizendo apoiado pelo governador Carlos Brandão (PSB).

Nestes casos, a atuação da 'militância virtual' se deve ao desespero de Rafael Leitoa que não consegue unir a oposição em torno de sua pré-candidatura a prefeito, ficando cada vez mais isolado, pois não inspira confiança alguma. "Faço parte com muito orgulho do grupo de oposição de verdade e, por isso, coloquei o meu nome para apreciação dos demais representantes da ala oposicionista contra a atual prefeita Dinair Veloso (PDT).  

Henrique Júnior lembrou que Rafael Leitoa participou ativamente das duas gestões do então prefeito Luciano Leitoa (PDT), de 2013 a 2021, sendo eleito deputado estadual duas vezes usando a influência do mesmo e, mais tarde, ajudou a eleger Dinair Veloso para o mandato de prefeita, em 2020. E, agora, aparece com falso discurso de oposição tentando enganar a opinião pública dizendo ser renovação. "Rafael é Leitoa até no DNA", garante.

O ex-vereador e suplente de deputado federal pelo PL, Henrique Júnior, de 37 anos, foi mais além do que isto, disse que ele e sua família nunca votaram no grupo liderado pelos Leitoas, em Timon. 

Assim, Henrique Júnior acredita no fortalecimento de sua pré-candidatura a prefeito no próximo ano. "Cresce o movimento de apoio à nossa pré-candidatura a prefeito de Timon nos mais diferentes segmentos da sociedade. E o foco do movimento é a defesa da união da oposição de verdade", admite ele, diante das movimentações tanto em adesões políticas propriamente ditas, como também em enquetes pelas redes sociais. 

"Me sinto preparado para ser o próximo prefeito de Timon, hoje mais maduro e experiente aos 37 anos, tendo passado pelo Legislativo. E hoje a minha rejeição chega a quase zero, sendo considerado um fator bastante positivo", finaliza Henrique Júnior, acrescentando que o momento exige cautela e respeito aos adversários, com atitudes voltadas para atrair novos simpatizantes em busca de consolidação da pré-candidatura a prefeito pelo Partido Liberal - PL. 

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Só balela, estão enganando o eleitor, na hora ``estão todos juntos e abraçados na canoa furada

    ResponderExcluir
Postar um comentário

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!