Saúde: Hemopi firma parcerias para a Campanha Junho Vermelho

0

A ideia da campanha é conscientizar a população sobre o tema e homenagear doadores de sangue

Foto: Reprodução (Ascom/Sesapi)

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) realiza neste mês, a Campanha Junho Vermelho, criada em 2015 pelo movimento “Eu Dou Sangue”. Além das baixas temperaturas em alguns estados do Brasil que levam a redução do número de doações, outra motivação para a escolha do mês de junho foi o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado anualmente em 14 de junho. A ideia da campanha é conscientizar a população sobre o tema e homenagear doadores de sangue.

O Hemopi, assim como outros hemocentros do Brasil, abraça essa campanha e tem promovido ao longo dos anos ações para incentivar o aumento das doações de sangue em todo o estado.

“Em 2022, foram mais de 4 mil bolsas de sangue coletadas em junho e o desafio para esse ano é manter e ampliar esse número”, afirma o diretor do Hemopi, Rafael Alencar.

Para esse ano, o Hemopi buscou parcerias e durante a semana de 12 a 17 de junho vai promover ações para atrair os doadores a uma de suas quatro unidades de coleta – Teresina, Picos, Parnaíba e Floriano. Uma delas foi com o Instituto Federal do Piauí (IFPI) através da coordenação do curso de Música que vai garantir as atrações musicais desta terça com saxofonista às 9h e quarta-feira, Duo de Violões às 9h.

Na quarta-feira, 14 de junho, data onde se comemora o Dia Mundial do Doador Voluntário de Sangue, além dos violinistas do IFPI, o casal de bailarinos da Quadrilha Luar do São João fará uma apresentação às 10h e os alunos dos cursos de estética e cabeleireiros do Instituto Ana Hickmann estarão lá para uma manhã de beleza.

Os hemocentros regionais de Picos, Parnaíba e Floriano também vão promover ações para o dia do doador. O Hemopi também solicitou iluminação especial na Ponte Estiada e no Palácio de Karnak alusiva ao Junho Vermelho.

“Durante todo o mês de junho, vamos receber diversos grupos tanto aqui em Teresina quanto nas unidades do interior, que também vão nos ajudar a fortalecer o estoque de sangue. Um dos grupos é organizado pelos praticantes do ciclismo, que pelo quarto ano promove o projeto Pedalando pela Vida”, conta a supervisora de captação de doadores, Susanne Rocha. Fonte: Ascom Sesapi

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!