ALEPI: Relatório final da CPI da Equatorial será enviado ao Ministério Público

0

Evaldo Gomes, presidente da Comissão, informou que também receberão cópias do relatório o Tribunal de Justiça e a Aneel

Deputado Evaldo Gomes Foto: Reprodução (Alepi)

O deputado Evaldo Gomes (Solidariedade), durante a sessão plenária desta segunda-feira (2) da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), enalteceu os trabalhos realizados pela CPI da Equatorial e informou que o relatório final será encaminhado ao Ministério Público, ao Tribunal de Justiça (TJ-PI) e para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Evaldo Gomes destacou que foram ouvidos empresários e representantes de comunidades e de instituições, os quais trouxeram informações sobre a má qualidade dos serviços prestados pela Equatorial; e que, após as reuniões, a empresa está resolvendo muitos dos problemas citados. “Ela, por efeito e consequência da CPI, já começa a fazer investimentos em áreas até então precárias da capital e do interior e, ao mesmo tempo, a fazer contratação em massa de mão de obra, que é a grande carência da companhia”, disse.

A Aneel foi criticada pelo parlamentar, o qual disse que ela “não encaminhou nenhum representante para que pudesse colaborar também nos debates durante os depoimentos. E, ao mesmo tempo, também não teve a atenção esperada por esta Casa, sobretudo nas informações que solicitamos. A Aneel precisa entender que a população precisa ser respeitada, que acima da Equatorial está o povo”.

Evaldo Gomes agradeceu a atuação dos parlamentares e dos servidores da Alepi durante a CPI, enfatizando o papel de Franzé Silva (PT), presidente do Legislativo estadual. “Vossa Excelência [Franzé Silva] foi fundamental para que a gente pudesse instalar a CPI da Equatorial e, ao mesmo tempo, deu apoio e sustentação para que a gente pudesse levar adiante essa ação”, disse.

O presidente da Alepi garantiu que o Legislativo continuará atento à Equatorial. “Essa Casa vai continuar muito vigilante nessa questão da qualidade da energia que o piauiense precisa para continuar tendo uma perspectiva cada vez mais de um Estado a se desenvolver”, assegurou.

CIDADANIA - Foram lidos, no pequeno expediente, três projetos de decreto legislativo, do deputado Francisco Limma (PT), para a concessão de Títulos de Cidadania, a fim de homenagear os professores Josenildo de Souza e Silva, Adeodato Ari Cavalcante Salviano e Darcet Costa Souza. Por Iury Parente/Cristal Sá/Alepi 

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!