Deputado Dr. Vinícius propõe abertura de mais dois centros de diálise

0

Os centros seriam para atender as macro regiões de Valença e Paulistana

Deputado Dr. Vinicius Foto: Alepi 

A partir de requerimento do deputado Dr. Vinícius (PT), a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realizou audiência pública na última quinta-feira (26) para discutir os serviços prestados pelos centros de hemodiálise do Piauí. Atenção básica, linha de cuidado e descentralização dos serviços foram temas discutidos e base para os encaminhamentos da reunião.

A representante do Ministério Público Estadual, Karla Carvalho, defendeu a necessidade do fortalecimento da atenção básica, a qual pode ajudar a diminuir o crescimento dos casos de doenças renais. “A atenção básica tem a obrigação de identificar determinantes condicionantes das principais patologias que podem levar à doença renal crônica. Com atividades de prevenção bem geridas, nós podemos evitar que o crescimento seja de 10% ao ano”.

Dr. Vinícius, durante os encaminhamentos, também pediu mais foco à atenção básica, dizendo que ela é primordial no processo de diminuir a crescente dos casos de doença renal. Lembrou a importância do programa de saúde digital, que tem o objetivo de facilitar a assistência à população. Karla Carvalho destacou o uso da telessaúde, afirmando que ela ajuda a atenção básica e no acompanhamento das medicações para hipertensão e diabetes, que podem levar a doenças renais.

A necessidade de descentralização foi mostrada pelo deputado, pedindo a abertura de mais dois centros de tratamento: um para a região de Valença e outro para a de Paulistana. Para ele, mais importante do que ampliar apenas a capacidade de atendimento em um lugar, é descentralizar e, assim, aproximar o tratamento das pessoas. “A gente não deve esperar a iniciativa privada neste momento, se alguém vai abrir uma clínica naquele local. Queria deixar como solicitação, para ser avaliado, se há possibilidade dessa implantação desse serviço de diálise”, disse Dr. Vinícius.

O deputado e a representante do Ministério Público concordaram também em haver uma linha de cuidado para as doenças renais – que é composta por ações de promoção, prevenção, tratamento e reabilitação a uma doença. Dr. Vinícius sugeriu, ainda, que haja maior interação da Aprepi (Associação dos Pacientes Renais do Piauí) com as clínicas de doenças renais, pois a “ação da Associação é importante, da visita domiciliar, de fazer um check list do que é preciso ter nos domicílios para que, os que tiverem condições, poderem fazer a diálise peritoneal”. Por Iury Parente/Alepi


Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!