História: Jesuita Frei Pedro em terras do Longá

0

Por Neto Pacífico, escritor e poeta 


Poeta e escritor Neto Pacífico 


A fonte d'água natural, FREl PEDRO de águas abundantemente renováveis de correnteza que se precipitam sobre as pedras rochosas, a deslizar até um pequeno lago de maior volume de líquidos cristalinos, formando assim, o cenário turístico. Recebe constantemente, nos finais de semanas, os longaenses e visitantes de outras regiões de nosso Estado.


Está situado entre os bosques verdes que a natureza fixou embelezando o local, onde os pássaros se acomodam fazendo as suas preces, com seus cantos sonoros, nas manhãs de domingo sempre sobrevoando em direções diferentes, evocando os presentes para a purificação da mente até o surgimento do brilho do sol entre as árvores frondosas.


A fonte recebeu o nome de FREI PEDRO, em homenagens prestadas a esse grande missionário, justificado pelos seus atos de bravura e de religiosidade. Percorreu o nosso município quase toda dimensão territorial e apresentou o relatório que ficou conhecido em Portugal, de "MISSÃO COMPRIDA". Relatório que tratava das condições de vida e das dificuldades do povo da região. Fez referência das nossas riquezas e das viabilidades agropecuária, informando dados importantes para implementos de projetos agrícolas, na região.


Baseado em fatos históricos afirmam que o sacerdote, depois de longas caminhadas, retornando de suas missões religiosas do sertão longaense foi vencido pelo cansaço e muito debilitado e, numa região árida foi encontrado sem vida. No mesmo local, os moradores, em homenagem ao Jesuita reservaram área para adoração.


Ele prestou sua última oração ao povo de nossa terra - Oh! Senhor abençoai os fiéis desta região do Longá. "Protegei e Glorificai as famílias longaenses para sempre".


Após a sua morte foi celebrada, no local, a Santa Missa, no mês de julho, em 1.831, anualmente com a presença da maioria dos moradores. 


O Autor 


Neto Pacífico, é funcionário público federal aposentado do Ministério da Saúde, escritor, poeta e autor do Hino Municipal de Alto Longá. É membro da Academia Longaense de Letras, Cultura, História e Ecologia (ALLCHE).


Contato para sugestão de pautas: (86) 98107-4910 (WhatsApp)


Tags:

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!