quarta-feira, 27 de outubro de 2021

PI: Governador inaugura anexo da Seplan e assina termo cooperativo do projeto Jaborandi

Acordo permitirá coleta de folhas da planta jaborandi para uso medicinal 

Fotos: Reprodução (CCom)

O governador Wellington Dias inaugurou, nesta quarta-feira (27), o prédio anexo da Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan) que abrigará a Cepro (Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais), a Suepro (Superintendência de Gestão de Projetos) e outros setores, além do auditório. Na ocasião, um termo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado e o Instituto Floravida, do grupo Centroflora, foi assinado para a execução do Projeto Jaborandi. 

Com o objetivo de desenvolver, fortalecer e regularizar a cadeia de valor de coleta de folhas do jaborandi no Piauí, especificamente nos Territórios dos Cocais e Entre Rios, o projeto levará benefícios às comunidades envolvidas e irá promover ações de preservação e educação ambiental. O projeto prevê elaboração de diagnóstico, execução de planos de manejo e capacitações para práticas sustentáveis de coleta das folhas, visando reduzir o impacto ambiental da atividade. 

Segundo Wellington Dias, o projeto permite a geração de renda, dá visibilidade aos colhedores de folhas e contribui para o desenvolvimento sustentável do estado. “A Seplan é a casa do planejamento e acertou um passo para garantir as condições de um olhar para a frente. Planejar, acompanhar a execução e fazer acontecer um Piauí que a gente sonha para 2026, 2030, 2050. É aqui no planejamento que temos todo esse ordenamento, a partir de cada território de desenvolvimento do estado e de cada município, trabalhando de forma conjunta, mas diferente, de acordo com a necessidade de cada região. É dessa forma que vamos conseguir evoluir junto com a nossa gente”, afirmou o governador. 

O Jaborandi tem propriedades medicinais, destacando-se a substância chamada pilocarpina, usada na produção de colírios para tratamento do glaucoma. “A Centroflora tem uma fábrica no Piauí, que fica em Parnaíba, e ela tem como principal produto a pilocarpina, que é o ingrediente farmacêutico ativo extraído da folha do jaborandi. A planta só existe nos estados do Piauí, parte do Pará e Maranhão. Extraímos a pilocarpina dessa planta, mas para conseguirmos as folhas alguém precisa fazer a coleta. Então, compramos as folhas de colhedores, mas precisamos de sustentabilidade e nada melhor do que uma parceria com o Governo do Estado para que possamos fortalecer essa cadeia, além de trabalhar na regulamentação da profissão de folheiro”, destacou o representante do grupo Centroflora, Adilson Ribeiro. 

O projeto será desenvolvido em parceria com as secretarias do Planejamento, do Meio Ambiente, da Agricultura Familiar, de Assistência Social e com o Instituto Emater. “Dentre as atividades que a Seplan desenvolve, uma é estabelecer cooperação com órgãos internacionais para suporte, melhoramento técnico e estudos que possam direcionar propostas de desenvolvimento do estado e projetos inovadores que possam fortalecer o crescimento do Índice de Desenvolvimento Humano, a partir da geração de renda. Dessa forma, vamos trabalhar, a partir da abordagem de desenvolvimento territorial, com os colhedores de folha do jaborandi nos dois territórios. A Seplan atuará no processo de organização desses grupos a partir do fortalecimento de cooperativas e associações, a SAF na parte de projetos de sistemas agroflorestais, o Emater na assistência técnica e a Sasc com a viabilidade de programas sociais para esse público”, explicou a secretária do Planejamento, Rejane Tavares. 

O acordo de cooperação não envolve recursos, mas conhecimentos e técnicas em torno da preservação e da exploração do jaborandi. “A Sasc está sempre disponível e muito ávida a participar de todo tipo de ação que vise contemplar pessoas que estão em situação de vulnerabilidade e que vise melhorar a vida dessas pessoas. Nesse caso estaremos atuando juntos para a execução desse projeto, onde todos os nossos esforços, nossos técnicos e bancos de dados que temos estarão disponíveis para que possamos tirar o melhor proveito em prol das pessoas que mais precisam”, disse o secretário da Assistência Social, Zé Santana. (CCom)

Acima Wellington Dias e, abaixo, Zé Santana


Nenhum comentário:

Postar um comentário