sexta-feira, 23 de dezembro de 2022

ALEPI: Deputados organizam força-tarefa para votar projetos na próxima semana

O objetivo do esforço concentrado na Assembleia Legislativa é votar todos os projetos constantes da pauta ainda não analisados até o final do ano 

Foto: Reprodução (Alepi)

Os deputados têm mantido uma agenda movimentada de reuniões durante a semana na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A ação faz parte do esforço concentrado para votar todos os projetos ainda não analisados que constam na pauta até o final do ano. Para isso, o encerramento do período legislativo foi prorrogado para o dia 30 de dezembro. 

“Existe já uma tradição na Casa de que todos os deputados que têm matérias, que são deputados relatores, tragam suas matérias para a gente tentar fazer uma pauta que a gente costuma dizer limpar a pauta”, explica o deputado Fábio Novo (PT). Ele destaca que esse esforço começou ainda esta semana com a votação de cerca de 30 matérias nas comissões técnicas. 

O líder da bancada do Governo, Francisco Costa (PT), cita alguns projetos importantes que ainda estão pendentes de análise. Um deles é a Lei Orçamentária Anual de 2022. Segundo o parlamentar, a Alepi vai aguardar a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre mandado de segurança impetrado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Piauí contra o Executivo estadual para analisar o projeto em Plenário. 

Outra matéria que ainda está em diálogo, de acordo com Francisco Costa, é o Projeto de Resolução 04/2022 que altera o procedimento de votação para a Mesa Diretora da Alepi. “Existem ainda divergências na Casa sobre qual a condução a ser feita, por isso os deputados acharam por bem ainda ampliar o diálogo para que possa amadurecer”, afirma o parlamentar. 

A busca de um entendimento entre todos os deputados com transparência para os piauienses acerca do tema é um dos focos do Coronel Carlos Augusto (MDB). "Neste momento, somos 30 eleitores e torcemos pelo entendimento nesta Casa. E como toda votação, eu defendo uma votação aberta. Por mim, não existiria uma urna de votação na Assembleia. Aqui precisamos dar transparência a todas as votações que são de interesse da população", destaca o deputado. 

O deputado Marden Menezes (Progressistas) já se mostra contrário à realização de eleição unificada da Mesa Diretora para os dois biênios da próxima legislatura. “Eu entendo que as eleições devem ser organizadas cada uma em seu tempo. São dois biênios. Agora se realiza a eleição para o primeiro biênio e daqui a dois anos para o segundo biênio”, defendeu o líder da bancada de oposição. (Por Nícolas Barbosa/Alepi) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário