sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Na Alepi, deputados avaliam eleição de Flora Izabel para conselheira do TCE

Os parlamentares da oposição criticaram o que chamaram de "interferência" de Wellington Dias (PT) 

Foto: Reprodução (Alepi)

Deputados da base do governo e de oposição avaliaram o processo eleitoral, que contou que culminou na escolha da deputada Flora Izabel (PT) como conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta quinta-feira (16). 

"Vejo o resultado com muita tranquilidade, muita serenidade, e só lamento muito que a Assembleia Legislativa escreve em seus anais uma página triste da sua história, quando a democracia perde a luta para a pressão e para a opressão”, criticou o deputado Wilson Brandão (PP), que também concorreu à vaga de conselheiro. 

GOVERNO - O deputado Warton Lacerda (PT) afirmou que é natural haver divergências entre os candidatos. “São todos colegas e amigos. É natural que haja uma ou outra divergência, mas o que eu vi foi um pleito democrático. Já havia declarado o voto na deputada e agora ela foi eleita nova conselheira do TCE”, pontuou. 

O deputado Evaldo Gomes (SDD) avaliou a vitória da deputada Flora como uma "vitória da Casa, na qual prevaleceu também a base do governador que, infelizmente, estava dividida pelo fato do deputado Wilson Brandão também pertencer à base". 

Questionado sobre uma possível repercussão na base governista, o deputado Cícero Magalhães (PT) respondeu que não haverá nenhum impacto e enalteceu o deputado preterido na disputa. "Parabenizar o deputado Wilson Brandão, que disputou com grandeza, como sempre, ao nível de uma pessoa como ele, que merecia também, mas os trinta escolheram a companheira Flora", disse. 

De acordo com o deputado Franzé Silva (PT), o governador foi o grande vencedor do pleito. "Com muita maestria, ele conseguiu trazer a base de volta para um processo que era importante”, avaliou. 

OPOSIÇÃO - Os parlamentares da oposição criticaram o que chamaram de "interferência" do governador Wellington Dias (PT). Para o deputado Júlio Arcoverde (PP), "o resultado mostra que o governo do estado mais uma vez interferiu em um processo da Assembleia Legislativa". 

 A deputada Teresa Britto (PV) disse que o "governo do estado mandou mesmo". O deputado Gustavo Neiva (PSB), por sua vez, preferiu não comentar sobre o papel do governador na disputa. "Isso faz parte do jogo. Os trinta deputados escolheram livremente a deputada Flora. Parabéns à deputada e espero que ela desempenhe o papel à altura das demandas e da importância que tem o Tribunal de Contas do Estado", frisou. 

ELOGIOS - O deputado Firmino Paulo (PP) ressaltou o perfil da candidata eleita. "A deputada Flora é uma deputada experiente, está na Casa já há cinco mandatos, é servidora pública federal, tem conhecimento e está habilitadíssima para assumir no Tribunal de Contas", disse. 

O deputado Dr. Hélio (PL) afirmou que qualquer um dos dois deputados que ganhasse seria um bom nome e destacou que o processo foi "legítimo, democrático e que os parlamentares tiveram liberdade de fazer a sua escolha", concluiu.(Alepi) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário