ALEPI: Deputados debatem destino de emendas coletivas ao Orçamento

0

Relatório do Orçamento Geral do Estado para 2023 será lido na reunião da Comissão de Finanças nesta terça-feira (13) 

Foto: Reprodução (Alepi)

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) desta segunda-feira (12), os deputados debateram as emendas coletivas que serão incluídas na Lei Orçamentária de 2023 (LOA). Saúde, educação, energias renováveis e segurança são os temas defendidos por diferentes parlamentares para constarem no relatório que Franzé Silva (PT) apresenta nesta terça-feira (13) em reunião da Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação (CFC). 

Indicar parte dos valores da emenda coletiva para o Hospital São Marcos é defendido pelo presidente da Alepi, deputado Themístocles Filho (MDB). “Eu posso estar errado, mas, até onde eu sei, ele é o único hospital público que trata o câncer no estado”, ressalta o parlamentar. Outra instituição para a qual ele deseja encaminhar recursos é a Universidade Estadual do Piauí (Uespi). 

Sobre a entidade de ensino superior, o relator do orçamento, Franzé Silva, informa que a governadora Regina Sousa e o governador eleito Rafael Fonteles já incluíram na lei o valor de R$3,5 milhões para investimento. Acerca da emenda para o Hospital São Marcos, o deputado disse que está apenas aguardando a formalização do direcionamento do recurso chegar até ele. 

Outro tema que recebeu atenção para destinação das emendas de bancada foi a segurança. Ao citar um assassinato que aconteceu no último final de semana na cidade de Esperantina, o deputado Evaldo Gomes (Solidariedade) defendeu que o combate à violência precisa de maior apoio financeiro. Ele destacou que a população da capital e do interior passaram a conviver com o problema na mesma intensidade nos últimos anos. Themístocles Filho afirmou que vai conversar com o futuro secretário de segurança para ver as demandas. 

O deputado Francisco Limma (PT) reafirmou a defesa pelo investimento em energia solar. O objetivo é reduzir o custo do subsídio energético que o Governo do Estado tem que cobrir. 

REUNIÃO CONJUNTA - A pedido do deputado Francisco Limma, nesta terça-feira, após a reunião da CFC, os parlamentares farão reunião conjunta das comissões técnicas da Alepi. O objetivo é que, depois da análise do relatório da LOA 2023, os deputados votem outros projetos que chegaram à Casa Legislativa.  (Nícolas  Barbosa/Alepi)  

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!