Conhecimento, acolhimento e respeito: Educação Inclusiva de Timon fortalece luta pela Conscientização sobre o Autismo

0
Imagem: Reprodução (CGCom/Semed/PMT

Visando difundir informações acerca do Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Nacional de Conscientização sobre o Autismo, comemorado hoje, 2 de abril. A data mobiliza toda a população a buscar mais conhecimento acerca desse tema.

O transtorno do espectro autista é uma condição de saúde caracterizada por déficit na comunicação social (socialização e comunicação verbal e não verbal) e comportamento (interesse restrito ou hiperfoco e movimentos repetitivos). Não há apenas um, mas sim muitos subtipos do transtorno.

Estima-se que há mais de 2 milhões de pessoas com TEA no Brasil, e cerca de 250 autistas estão matriculados no Ensino Regular das escolas de Timon. É por isso que a Educação Inclusiva do município fortalece a luta pela causa e, principalmente, se engaja em projetos que facilitam a aprendizagem, o desenvolvimento e o respeito para esse público.

Helinalda Sousa é mãe do Felipe e do Joel, que são autistas e estudam na Creche José Maria Pinheiro Serra. Felipe, com apenas 4 anos de idade, já sabe ler e apresenta precocidade também na escrita e na língua inglesa. A mãe conta que no município ele recebe o acompanhamento necessário para desenvolver as habilidades e socializar com toda a comunidade escolar.

“Felipe desde 1 ano e 8 meses faz acompanhamento por ter TEA. Quando passou a frequentar a EMEI José Maria Pinheiro Serra, teve fácil adaptação, pois a escola acolheu muito bem as necessidades do meu filho. A gestão, as professoras e as cuidadoras estão sempre atentas e abertas para conversar comigo.”, explica a mãe.

Ainda de acordo com a Helinalda, os filhos demonstram grande satisfação em frequentar a Creche, o que a faz perceber que os dois estão sendo bem acolhidos na instituição.

“Felipe é super entusiasmado para ir à escola e eu fico muito feliz por ele se sentir bem onde estuda, e eu sei que ele se sente assim porque está sendo bem cuidado lá. Percebo a mesma alegria no irmão, Joel, que também é autista e está matriculado na mesma Creche. O Joel, de 2 anos, muitas vezes me chama para ir à escola até no período da noite, o que me faz perceber que a escola é um espaço prazeroso para os dois.”, complementa em tom humorado.


Atualmente, Timon conta com 14 polos de Atendimento Educacional Especializado (AEE), onde são elaborados e organizados recursos pedagógicos acessíveis que eliminam as barreiras para os alunos com deficiência, tendo em vista a plena participação dos alunos no contexto escolar. O AEE leva em consideração as necessidades específicas de cada estudante acompanhado, proporcionando mais qualidade de vida.

Conjuntamente, a Prefeitura também destina cuidadores para os alunos com laudo médico que ateste a necessidade de um acompanhante no Ensino Regular.

De acordo com a Coordenadora da Educação Inclusiva, Andréia Viana, além da comemoração, hoje é um dia de sensibilização por esta data tão importante. Segundo ela, por meio da propagação de informação e do conhecimento, todos podem compreender melhor o TEA e, assim, combater o preconceito e a discriminação.

“As pessoas que possuem TEA necessitam de acolhimento, respeito e são absolutamente capazes de desenvolver e aprender.”, completa a coordenadora. (CGCom/Semed/PMT)



Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!