Polícia Militar inicia distribuição dos novos soldados em Teresina e no interior

0

Aproximadamente 30% dos novos policiais foram destinados para a região metropolitana de Teresina

Fotos: Reprodução/PMPI

A Polícia Militar do Piauí iniciou o processo de distribuição do novo efetivo de soldados que reforçarão a segurança em todo o estado. Após a formação e nomeação, eles integraram os batalhões de Teresina e participaram de operações no litoral do estado, estando à disposição do Departamento Geral de Operações (DGO). A definição da lotação começou nessa quinta-feira(3) com as policiais femininas e continua nesta sexta (4) e sábado (5) com os masculinos.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Scheiwann Lopes, a distribuição acontece mediante a classificação no Curso de Formação de Soldados, onde conforme as vagas disponibilizadas nas mais diversas unidades de policiamento da PMPI, o próprio soldado pode escolher seu primeiro local de trabalho, seguindo sua posição na classificação geral do curso.“Hoje nós estamos fazendo a distribuição do novo efetivo da Polícia Militar. São homens e mulheres que estão aqui de forma democrática e justa, seguindo justamente a classificação do curso de formação, para que diante das vagas disponibilizadas nas diversas unidades da PMPI, tanto da capital como no interior, especializadas ou não, eles possam escolher, de acordo com a sua nota, o local primeiro onde irá servir o povo do Piauí. É o comando-geral de forma democrática, distribuindo o novo efetivo que será disponibilizado à nossa sociedade”, destacou Scheiwann.

Aproximadamente 30% do novo efetivo será destinado para a região metropolitana de Teresina, que engloba a capital e outros municípios limítrofes, com um maior reforço no policiamento especializado, como na ROCAM, BPRONE, BPCHOQUE e no Regimento de Polícia Montada. O interior do estado contará com um reforço de 741 policiais, onde há uma grande demanda por parte da população. Além dos critérios de nota, foram observadas e estudadas as aptidões, dados estatísticos de criminalidade atuais, entre outros. Para o comandante-geral, a decisão para o critério de escolha prioriza a disciplina e a hierarquia.

“Usamos o critério da nota. Então, a classificação do primeiro e último colocado será o critério primário para servir a unidade. Então, o policial tendo aquela vaga disponibilizada, escolhe onde vai servir. É uma decisão do comando para privilegiar e priorizar a questão da hierarquia e disciplina, justamente pela ordem de classificação, a ordem funcional daqueles que têm a ata de classificação do curso, pelo seu desempenho no curso de formação”, ressaltou o comandante.


Nova turma de soldados

Na segunda quinzena de agosto, terá início uma nova turma no Curso de Formação de Soldados (CFSD), através do Centro de Educação e Aperfeiçoamento Profissional (CEFAP) da PMPI, para que até o fim de 2023, aproximadamente 360 novos policiais possam integrar as fileiras da corporação.

Segundo o coronel Sá Júnior, diretor do CEFAP, o curso tem previsão de 900 horas/aulas, onde o processo de ensino-aprendizagem dos homens e mulheres será intensificado, com o objetivo de aperfeiçoar, habilitar e especializar os futuros policiais.

“Procuraremos intensificar o processo de ensino e aprendizagem, colocando esses novos homens e mulheres que adentram nossa corporação a vivenciarem situações do nosso cotidiano, para que consigam, em um futuro bem próximo, uma formação de excelência e, consequentemente, uma prestação de serviço. Desta forma, o comandante-geral adota uma postura de formar, aperfeiçoar, habilitar e especializar o nosso capital humano e tenho a absoluta certeza, como diretor desta escola, que estamos caminhando a passos largos na valorização do nosso profissional”, finalizou Sá Júnior. Por Victor Melo (DCOM PMPI)



Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!