PF: Força integrada combate organizações criminosas no PI

0

A Operação Forças Integradas foi deflagrada na região norte do estado

Foto: Reprodução (Ascom/PF/PI)

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado – FICCO no Piauí deflagrou, na manhã desta quinta-feira (5/10), a Operação Forças Integradas, com objetivo de combater organizações criminosas na região norte do estado do Piauí.

Mais de 100 policiais, entre eles policiais federais, civis, militares, rodoviários federais e penais, foram mobilizados para o cumprimento de 26 mandados judiciais, sendo 10 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão, nos municípios de Parnaíba, Luís Correia, Cocal e Buriti dos Lopes.

As investigações apontam a atuação dos investigados em organizações criminosas com envolvimento no tráfico de drogas, na venda de armas e munições, em roubos e homicídios praticados em contexto de facção criminosa na região litorânea do estado. Durante a ação policial, foram realizadas duas prisões em flagrante, além da apreensão de dinheiro, drogas, celulares e veículos.

A operação contou com o apoio da Delegacia de Polícia Federal em Parnaíba/PI, Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas - DRACO de Teresina e Piripiri e Batalhões de Polícia Militar de Parnaíba e Luís Correia.

A ação policial segue um dos eixos de trabalho da Ministério da Justiça e Segurança Pública - MJSP, que é o cumprimento de ordens de prisão expedidas em desfavor de investigados e de condenados envolvidos com organizações criminosas que praticam crimes violentos.

O nome da operação faz alusão a integração das forças de segurança pública piauienses, conforme orientação do MJSP e da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí. 

Denúncias sobre atuação de facções criminosas, foragidos da Justiça, tráfico de drogas e outros crimes podem ser encaminhadas, de forma anônima, ao endereço eletrônico: http://bit.ly/denunciapcphb. Fonte: Ascom/PF/PI


Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!