TIMON: Rede municipal de Saúde oferece profilaxias a pessoas com risco de infecção pelo HIV

0
Fotos: Reprodução (CGCom/Sems/PMT)

Este mês, o Dezembro Vermelho, marca uma grande mobilização nacional contra o vírus HIV, Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Em Timon, a rede municipal de Saúde, por meio da Coordenadoria de ISTs, oferece gratuitamente profilaxias a pessoas com risco de infecção pelo HIV. Os serviços são ofertados tanto no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), como no Hospital do Parque Alvorada (HPA).

A coordenadora de ISTs da Secretaria Municipal de Saúde, Benedina Araújo, explica que o município oferece tanto a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) como a Profilaxia Pós-Exposição (PEP).

“A Profilaxia Pré-Exposição ,PrEP, é um método preventivo que consiste no uso diário de um comprimido antirretroviral por pessoas que não vivem com o HIV, mas que estão expostas à infecção. A Profilaxia Pós-Exposição,PEP, é uma medida preventiva de urgência que atende indivíduos já expostos ao vírus por diferentes motivos. O tratamento é realizado por meio de dois medicamentos antirretrovirais diários ao longo de 28 dias, de modo a eliminar o HIV”, explica.

A Profilaxia Pós-Exposição (PEP) é disponibilizada no CTA e no HPA nos turnos manhã e tarde, além de feriados e finais de semana (HPA). Já a Profilaxia Pré-Exposição é oferecida apenas no CTA, no turno da tarde.

Dezembro Vermelho foca na conscientização

A Secretaria Municipal de Saúde tem realizado rodas de conversa para ampliar o conhecimento da população sobre ISTs. Nesta semana, a Coordenação de ISTs esteve na empresa Distac.


Os trabalhadores ouviram sobre a importância da prevenção, das testagens de rotina, tratamento, e como funciona a rede municipal de Saúde no que diz respeito às ISTs.

“Ressaltamos com os trabalhadores que a prevenção deve ser feita durante todo o ano. No CTA oferecemos autoteste de HIV e nas Unidades Básicas de Saúde testes de HIV, Sífilis e Hepatite. Também distribuímos preservativos para homens e mulheres. A chave é a prevenção. O uso do preservativo é essencial para evitar ISTs”, destaca a coordenadora Benedina. Fonte: CGCom/Sems/PMT 

Postar um comentário

0 Comentários

Postar um comentário (0)

#buttons=(Ok, Vamos em frente!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Verifique agora
Ok, Vamos em frente!