terça-feira, 19 de abril de 2022

Sasc capacita técnicos da Assistência Social para a realização de Busca Ativa nos municípios

Até o mês de dezembro de 2021, foram atendidas cerca de 3.900 famílias, muitas destas entraram, com a ampliação do programa, no Auxílio Brasil 

Foto:  Reprodução (Sasc/CCom)

Buscar as chamadas “pessoas invisíveis” em todo o Piauí e garantir a elas o acesso à cidadania. É com este objetivo que a Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), por meio da Superintendência de Direitos Humanos, realiza, nos dias 19 e 20 de abril, a Capacitação de Avaliação de Busca Ativa e Cartão PRO Social para os técnicos das regiões Norte e Sul do Piauí. 

A abertura do evento ocorreu, na manhã desta terça-feira (19), no novo auditório da Sasc, para técnicos da região Sul do Estado e contou com a presença do secretário José Santana, que reforçou a necessidade de compromisso de cada um dos técnicos dos vários municípios para o sucesso do programa. 

Durante o evento, a superintendente de Direitos Humanos da Sasc, Janaína Mapurunga, falou sobre o objetivo da capacitação: “estamos com toda a equipe da Sasc e técnicos dos municípios fazendo uma avaliação dos três meses do Cartão Social e do Programa Busca Ativa.  O objetivo é analisar o que foi planejado em um ano do Busca Ativa, já que nós iniciamos em março/abril do ano passado. Vamos avaliar o quanto conseguimos percorrer, quantas famílias conseguimos beneficiar com o PRO Social desde dezembro e qual o apoio que a Sasc pode dar aos municípios nesse momento de Busca Ativa”, disse Janaína. 

Foto: Reprodução (Sasc/CCom) 

Até o mês de dezembro de 2021, foram atendidas cerca de 3.900 famílias, muitas destas entraram, com a ampliação do programa, no Auxílio Brasil. “Atualmente estamos atendendo, por mês, 1.900 famílias, mas queremos ampliar para chegarmos até 8.000 famílias”, completa Janaína Mapurunga.   

Leide Catia, coordenadora do Programa PRO Social do município de Pimenteiras, região Sul do Estado, avalia que as capacitações são de grande ajuda para a realização dos trabalhos: “a parceria da Sasc com os municípios está dando muito certo, fortalecendo os técnicos para irmos buscar aquelas famílias que são, como a superintendente Janaina Mapurunga fala, invisíveis, e que não têm oportunidade de estar em outro programa de transferência de renda. O PRO Social chegou para amenizar este tipo de situação”, coloca ela. 

Ana Paula Madeira, assistente social dos municípios de Anísio de Abreu e Angical, também avalia a importância do evento: “é de grande relevância o trabalho que a Sasc faz junto aos municípios porque propicia oportunidades de estarmos ampliando o conhecimento e colocarmos em prática, diante do Programa PRO Social, as estratégia de Busca  Ativa e assim alcançarmos as famílias que necessitam de inclusão e de melhoria da qualidade de vida diante da vulnerabilidade em que elas vivem”, fala a técnica. (Sasc/Governo do Piauí)


Nenhum comentário:

Postar um comentário